5 de jul de 2010

Ser humano..


Ser humano, no sentido de agir, é amar ao próximo diferentemente de qual classe social, gênero ou etnia ele pertença... é amar ao próximo independentemente dele ser uma pessoa "normal" ou com algum tipo de deficiência física ou mental. Ser humano é pensar, agir e sentir sempre se colocando no lugar do outro...
Pois bem, ninguém é obrigado a pegar um ônibus todo arrumadinho e cheirosinho... Ainda que isso pegue muito mal e demonstre falta de higiene. Mas dependendo do trabalho ou do afazer da pessoa, esta possa ser um condição rotineira dele o fazer. O que quero dizer é que hoje pela manhã peguei um ônibus, não muito lotado... na parada seguinte, um senhor adentrou-se e vi - ainda que a cobradora tentasse disfarçar - o olhar e o torcer de lábios, ao homem que educadamente lhe dera bom dia. Esse mesmo homem estava vestido com roupas aparentemente sujas, ele com expressão de cansaço e cabelos desarrumados... Concerteza estava vindo do trabalho... Ao perceber que eu havia visto o gesto dela e não disfarcei em nenhum momento o meu tom de reprovação (ao gesto da cobradora), a cobradora disfarçou fazendo-se estar olhando uma revista. Uma senhora (passageira do ônibus) também se sentiu constrangida ao sentar-se perto deste senhor... Constrangimento este percebido por outro rapaz que lhe cedera a cadeira na qual sentava. Constrangimento? Como será que este senhor também deveria estar se sentindo? Será que ele não estaria envergonhado por sua condição naquele momento? Dava para perceber pelos olhos cabisbaixos dele... 
São pequenos gestos como esse que traduzem quem nós somos. Se vimos uma pessoa arrumada, bem vestida e higienicamente "limpa" por fora, temos todo o gosto de sentarmos perto, de cumprimentar... ainda que essa mesma pessoa tenha o pior caráter do mundo. Agora quando se trata de um senhor como o descrito acima, torcemos os lábios em tom de desaprovação, temos medo e receio de sentarmos perto... pensamos logo no pior... e essa pessoa sim, pode ser a pessoa mais honesta do mundo. Que contradição não é mesmo?! Mas é a nossa realidade.
Não sei se eu acordei com o pé esquerdo hoje, mal humorada ou coisa do tipo para enxergar o lado negativo das coisas. Mas injustiças como essas passam despercebidas por nós todos os dias e só sentimos quando é conosco ou com alguém próximo. Dê a oportunidade de um trabalho digno a essa pessoa e melhores condições de vida a ela e veja a transformação pela qual ela passará... Ninguém anda sujo e mal vestido por que quer (salvo algumas e raras exceções)... Pense antes de torcer os lábios e olhar com pavor essas pessoas que lhe cumprimentam, pois elas são trabalhadoras como qualquer outra e merecem tanto respeito quanto nós. Pelo menos não estão roubando, matando ou fazendo loucuras para se sustentar e sustentar sua família...   

0 comentários:

Postar um comentário

Sejam bem-vindos ao Blog Fran23! Deixem seus comentários, sugestões ou dúvidas aqui! Até mais!