21 de jul de 2011

Tempo, tempo, tempo....

Tem um tempinho que não passo aqui e deixo algo registrado. Mas são tantas coisas cotidianas que quando vejo já é noite e hora de dormir. Mas tento, sempre que posso, dar uma olhadinha aqui e confesso que mesmo que eu tenha vontade de postar algo a minha cabeça parece estar em outro plano e então, não sai nada! São preocupações, problemas de saúde, emocionais, financeiros... enfim, uma gama de coisas que acabam nos deixando tristes e com vontade de sumir do mapa (rsrsrs). Mas nada que não seja uma fase passageira. Logo, logo passa e aí sim, volto a ativa e com mais pique e menos preocupações (se Deus quiser!) para escrever novamente em meu blog. E volto com novidades: alguns modelos de convites que tenho preparado e com certeza, algumas molduras novas. Aguardem!!! Se quiserem, podem deixar o seu pedido no comentário a este post. Até mais!!!
Leia mais...

25 de mar de 2011

Vídeo 'Resgatando velhos conceitos para o futuro da cidade'

Agradeço ao Mauro pelo envio do vídeo "Resgatando velhos conceitos para o futuro da cidade: caso de estudo São Luís". Este vídeo foi-me indicado como complementação ao post Caos no transporte coletivo de São Luís, de 24/03. O vídeo refere-se ao crescimento urbano da cidade e nos dá ideias de como organizar e melhor estruturar o trânsito e o transporte em nossa cidade.


video

Leia mais...

Um pouco de Astrologia: respeito ao outro.

Dando uma olhada no noticiário do MSN, me deparei com o artigo intitulado Saturno em Libra: respeito ao outro. Mas diante das abordagens específicas da astrologia, uma me chamou a atenção. Trata-se de algumas dicas de etiqueta, que pessoalmente, considero relevantes para a relação com o outro e para com a nossa vida em sociedade. Vamos lá!
  • Não interrompa o outro enquanto ele fala. Interromper um pouco pode acontecer, mas se for constante corta o fluxo da troca e até a graça da conversa. Aprenda a ouvir com atenção e interesse.
  • Também não complete frases da outra pessoa, pois isto também atrapalha o raciocínio e a expressão, além de ser sinal de impaciência. Conversar é uma das poucas coisas que não mudaram com a tecnologia e ainda precisa de tempo e atenção.
  • Não jogue lixo no chão, não importa o quanto o chão já esteja sujo.
  • Não caminhe atropelando e empurrando as pessoas. Agindo assim, você pode até machucar alguém.
  • Não fale muito alto desnecessariamente. Até mesmo falar alto em casa, se você tiver vizinhos muito próximos, acaba por incomodar. Que dirá colocar som alto.
  • Quando um amigo ou familiar disser que não quer fazer algo, respeite. Cada um tem direito a sua escolha.
  • Se tiver necessidade de procurar alguém muitas vezes para te ajudar, lembre-se também de perguntar a esta pessoa como ela está. E realmente ouça a resposta.
  • Elogie, vibre com o sucesso de pessoas próximas, comemore! Faça isto mesmo que não seja um dia em que você esteja bem, pois nós todos precisamos de incentivo e, se o outro for uma pessoa legal, também vai gastar um tempo para te consolar depois.
  • Seja capaz minimamente de manter os acordos firmados. Lembre-se que quase todo mundo tem uma vida corrida e ficar mudando compromissos em cima da hora frustra e pega os outros de surpresa. É claro que ocorrem imprevistos, mas faz parte do respeito ao outro entender que quando combinamos algo criamos uma expectativa que espera ser preenchida.
  • Respeite horários. Tempo é uma das coisas mais disputadas hoje em dia, e, quando você chega atrasado sistematicamente, ou faz os outros esperarem enquanto você realiza outras coisas, está mostrando sinal de desconsideração.
  • Atue de maneira impecável com dinheiro e objetos. Se pedir algo emprestado, respeite o prazo que foi estabelecido para a devolução.
  • No território do outro, as regras são dele. Assim, por exemplo, se você vai precisar ficar na casa de um parente, descubra seus hábitos e regras e adeque-se a elas. 
Interessante, não?! Algumas vezes na vida já nos deparamos com essas dicas, mas como lições a serem seguidas para o bom comportamento em sociedade. Saber falar na hora certa, não interromper demais, ouvir o outro... são aspectos importantes para se manter os relacionamentos, sejam eles sociais ou afetivos. Outros nos remetem a aquilo que chamamos padrões da boa educação.. mas o fundamental é, saber se colocar no lugar do outro e respeitar o espaço do outro. São dicas que alguns de vocês já devem estar cansados de ouvir, mas que não custa nada lembrar, afinal, vivemos num mundo onde o 'eu' prevalece mais que o 'nós' e o respeito ao próximo quase não existe mais. Caso você se interesse pela matéria na íntegra, clique no título do artigo citado acima e boa leitura!
Leia mais...